Blog

Saiba como curtir esterco de gado para utilizar como adubo

Postado em: 19/07/2020

SAIBA COMO CURTIR ESTERCO DE GADO PARA UTILIZAR COMO ADUBO

Utilizar um adubo natural e sustentável traz inúmeras vantagens, tanto para a saúde das suas plantas como para o meio ambiente, que é menos impactado. Uma das melhores escolhas é o esterco de gado, contudo, é essencial conhecer seu processo de preparo para que todo o potencial possa ser aproveitado. A seguir, vamos explicar como curtir o esterco e utilizá-lo como adubo, além de listar os principais benefícios.

Dicas de como curtir o esterco de gado para utilizar como adubo

Se está em busca de um adubo sustentável, de baixo custo e, claro, que seja eficaz, vai gostar das dicas de como curtir o esterco de gado, acompanhe.

1 – Saiba escolher o esterco

Há duas possibilidades para quem deseja utilizar o esterco como adubo: comprar o material pronto em lojas especializadas em jardinagem ou diretamente de criadores de gado. Se você é criador, pode utilizar o esterco produzido pelos seus animais sem ter qualquer custo extra.

A segunda alternativa garante um produto mais rico em nutrientes para as suas plantas, contudo, exige um pouco de mais trabalho, uma vez que será necessário fazer o curtimento do material. Pesquise os fornecedores para encontrar o mais interessante para as necessidades das suas plantas.

2 – Como curtir o esterco?

Nunca se deve usar o esterco de gado sem efetuar o processo de curtimento, pois esse material pode oferecer risco à saúde da planta e à sua também. Vale a pena observar que, depois de algum tempo, o esterco adquire uma tonalidade acinzentada, quase não tem cheiro e fica seco, praticamente pronto para ser utilizado. Enquanto apresentar umidade, cheiro e tonalidade mais escura, ainda não está pronto para uso e precisa ser curtido. Veja duas as opções para realizar esse processo.

Curtindo o esterco em pilha

Uma das formas mais simples de curtir o esterco de gado, é formar uma pilha com o material e umedecer diariamente. A cada dois dias, é importante revirar o material, e, assim que passarem 30 dias, ele já estará pronto para aplicação. 

Seguindo esse método você poderá misturar o esterco curtido ao substrato do vaso ou diretamente na terra do canteiro. Indicamos que, mesmo que ele chegue até você com aspecto seco e acinzentado, é bom deixá-lo curtindo durante alguns dias, pois todo cuidado é imprescindível quando se trata de proteger sua saúde.

Curtindo o esterco no minhocário

Outra opção para quem precisa curtir o esterco para usar como adubo é colocá-lo diretamente na composteira ou no minhocário. O segredo está no processo de digestão das minhocas, que contribui para tornar esse item apropriado para o uso em plantas e seguro para o contato humano.

3 – Como utilizar o esterco como adubo?

Preste atenção para não deixar pedaços grandes. Se estiver em tabletes é melhor esfarinhar, o esterco se desfaz com facilidade. Para os vasos, a proporção mais utilizada é a de duas partes de terra para uma de esterco, juntamente com meia parte de areia. Remexa a terra com cuidado a uma profundidade de 20 ou 30 centímetros antes de começar a adicionar o esterco.

Quando o material é utilizado em excesso para adubar as plantas, pode acabar causando danos a elas. Respeite as proporções que citamos acima para obter os bons resultados que se espera do uso desse tipo de produto. Uma dica importante é deixar sempre uma camada de substrato, mesmo que fina, no topo do composto do vaso, para evitar que se torne um atrativo para moscas da espécie drosófila.

4 – Transplante de mudas

Muitas pessoas que se dedicam a diferentes tipos de cultivo demonstram preferência pelo uso do esterco como adubo a partir do primeiro transplante de muda. Para o cultivo e processo de germinação, outras opções, como o húmus, podem se mostrar interessantes. O diferencial do esterco para fortalecer a planta depois que ela passa por seu primeiro transplante pode torná-lo um substituto em potencial.

5 – Benefícios do uso de esterco como adubo

Os principais benefícios de utilizar um material natural para adubação são: ter um solo de melhor qualidade, impactar positivamente o meio ambiente, aproveitar o esterco produzidos pelos seus animais de fazenda, caso possua, e ter plantas mais produtivas (em comparação com outros tipos de adubo, é um dos mais interessantes para estimular o crescimento). Trata-se, ainda, de uma opção que pode sair bem em conta para quem está iniciando um cultivo extenso.

6 – Faça testes

Se você já utiliza outro tipo de adubo e está satisfeito, pode ser interessante fazer testes com o esterco. Estar satisfeito com o produto atual não significa que não exista uma alternativa melhor. As qualidades da adubação com esterco são bastante destacadas, tornando-o uma excelente escolha. Assim, somente após um teste você poderá ter certeza de que prefere outra opção.

Esperamos que as dicas de como curtir o esterco e empregá-lo como adubo tenham sido úteis! Se deseja ficar por dentro de outras novidades no mundo country, navegue por outros posts do blog da Rodeo West!